Médoc

A Magia do Paralelo 45°

Entre o Oceano Atlântico e o Estuário da Gironde, o vinhedo do Médoc é atravessado pelo famoso 'Paralelo 45'. 

Se existisse um local ideal para o cultivo das vinhas, seria o Paralelo na Latitude 45° Norte. Essa linha imaginaria, a distancia igual entre o Equador e o Polo Norte receberia a quantidade perfeita de raios solares para a produção de vinhos de altíssima qualidade!!  Outros grandes vinhedos do mundo se situam justamente nessa mesma latitude : Côtes du Rhône, Châteauneuf du Pape , Piémont, Lombardie e Napa Valley são apenas alguns exemplos!

O nome Médoc quer dizer "Terra do Meio". Esse território é considerado uma quase ilha, fechado entre o Grande Estuário da Gironde e o Oceano Atlântico.

Uma região com encostas e declives, perfeitos para a evacuação e drenagem da agua da chuva, dificultando o desenvolvimento de doenças ligadas a umidade.

O solo, uma mistura perfeita entre aria, cascalhos, pedrinhas e pedra calcaria é o terreno ideal para o cultivo das castas Merlot, Cabernet Franc e Cabernert Sauvignon, as mais utilizadas na mescla! 

Seus 16.000 hectares são divididos em 8 "Appellations", as famosas denominações de origem controlada. Cada uma dessas micro regiões possui uma especificidade. O médoc é como um grande quebra cabeça, e cada uma das "appellations' é uma peça essencial para a complexidade dos vinhos da quase-ilha. 

  • Médoc

  • Haut-Médoc

  • Saint-Julien

  • Margaux

  • Moulis en Médoc

  • Listrac Médoc

  • SAINT-Estèphe 

  • Pauillac

​Todos esses fatores, sejam eles climáticos ou geológicos, fazem dos vinhos do Médoc um dos mais conhecidos e qualitativos do pais. Eles foram escolhidos para representar a qualidade dos vinhos franceses durante A Exposição Universal de 1855.

 

Ela aconteceu em Paris , durou 6 meses e recebeu mais de 5,2 milhões de visitantes e expositores de 34 países espalhados por 160 mil metros quadrados. Com o objetivo de mostrar ao mundo todos os melhores produtos da França, uma lista de vinhos não poderia faltar! Napoleão III encomendou então à Câmera de Comercio de Bordeaux uma classificação dos vinhos - Assim nasceu a classificação dos "Grands Crus Classés de 1855". 

Na época, ela fora baseada nos preços médios das garrafas de vinho. Hoje, uma garantia de qualidade aos consumidores que adquirem uma garrafa produzida em uma das vinícolas presentes na lista.

Muitas dessas vinícolas prestigiosas podem ser visitadas, o segredo é reservar com antecedência! Elas organizam degustações, jantares e até mesmo workshops! 

A região é acessível de carro e um roteiro com parada em duas grandes degustações pode ser realizado em 1 dia com saída e volta para Bordeaux. 

Antes de programar sua próxima viagem para Bordeaux, entre em contato com a Descubra Bordeaux, é nos organizaremos um roteiro adaptado à sua estadia aqui na região! 

As possibilidades são inúmeras :

Precisa de mais inspirações? Dê uma olhadinha no Instagram!

@descubra_bordeaux

Rachel Lopes Rosa Marcato  |  Descubra Bordeaux  |  marcato.rachel@gmail.com  |  +33 7 86 65 21 61